13 de Fevereiro de 2010

OBJECTOS COM IDEIAS

As MALETAS PEDAGÓGICAS são ferramenta de comunicação e de educação muito importante para o Museu. Representaram, durante décadas, a única forma do Museu sair verdadeiramente do seu edifício, transportando artefactos e réplicas do acervo que permitiam a discussão dos temas e dos valores envolvidos na sua colecção.

A Maleta Pedagógica consiste num conjunto de objectos, edições, suportes audiovisuais ou multi-sensoriais, relacionados com determinada temática.

O princípio de comunicação é bastante simples: através de objectos tangíveis podem discutir-se conceitos e temas, oferecendo âncoras de aprendizagem. Estas permitem aumentar a notoriedade e criar relações afectivas, graças ao manuseamento destas peças e ao envolvimento em actividades.

Pode libertar-se dos limites físicos e dos constrangimentos inerentes à comunicação institucional, podendo viajar a solo para escolas e instituições, vivendo de forma independente como representante de determinada temática, colecção ou instituição.

Vários saberes estão envolvidos numa maleta pedagógica, que pode associar elementos vivos, inerentes aos processos de consumo, a questões de memória e de identidade.

Por exemplo, a sofisticação da oferta dos azeites (quer do ponto de vista da refinação, quer dos aromas) pode trazer uma nova actualidade à tradição e à importância desta indústria na própria identidade portuguesa, quando apoiada por suportes e actividades educativas.

Tradicionalmente, a maleta pedagógica incorpora réplicas ou peças pertencentes às colecções pedagógicas do Museu, com um valor patrimonial relativamente diminuto. Normalmente é emprestada por requisição a escolas, colectividades e famílias, mediante ou não, uma caução.A Mapa das Ideias tem desenvolvido vários projectos neste âmbito, estudando as potencialidades do conceito com resultados muito interessantes.

MALETA PEDAGÓGICA DO MUSEU ANJOS TEIXEIRA

Câmara Municipal de Sintra, 2005.

No caso da Maleta Pedagógica do Museu Anjos Teixeira, tivemos a oportunidade de trabalhar os processos de produção do escultor. Para além de conter réplicas em gesso e em bronze, a Maleta transporta moldes para cada utilizador poder reproduzir e “subverter” as duas esculturas. A questão da produção artística e, também, da identidade saloia também são trabalhados, através de um guia de actividades criado pela Raquel Ataíde, Sofia Lapa e Rui Horta Pereira.

Saiba mais aqui.

MALETA DA HISTÓRIA

Câmara Municipal da Moita, 2008.

Já a Maleta da História, criada sobre o património edificado e identidade de uma freguesia da Moita, Alhos Vedros, a exploração consistiu em referências visuais, trabalho etnográfico, assim como na criação de maquetas em papel de dois sítios emblemáticos. Diferentes níveis de significado, assim como o cruzamento muito fino com o currículo escolar, levaram à exploração de temas tão diversos como a azulejaria, a relação entre função e desenho na arquitectura religiosa, a importância do rio nas actividades económicas, entre outros.

Saiba mais aqui.

Uma das conclusões mais relevantes destas e outras maletas pedagógicas consiste no elevado custo que uma ou duas caixas poderão ter, uma vez que não se “amortiza” o valor da investigação e do manual pedagógico, que é fundamental para as actividades. Avaliando o sucesso desta ferramenta, assim como esta última questão, criámos as nossas caixas de ideias

As CAIXAS DE EXPLORAÇÃO (ou de IDEIAS) são um conceito original, de mediação cultural, criado pela Mapa das Ideias. O seu objectivo é oferecer um conjunto de objectos e materiais de apoio que permitam o desenvolvimento de actividades em contexto de educação formal, não-formal e informal.

Trata-se de uma caixa alusiva portátil e fácil de manusear. Inclui um guião detalhado de actividades que, no contexto de educação formal, faz correspondências entre os temas tratados e o currículo escolar. De custo reduzido e altamente flexíveis, estas caixas permitem a exploração de conceitos, acontecimentos e temas específicos.

Estes instrumentos pedagógicos têm ainda a vantagem de ser transversais, podendo ser atribuídos a agrupamentos de escolas, existindo um guia que explica o seu enquadramento nos diferentes níveis e temas curriculares.

As caixas de exploração permitem que a mensagem possa ser apreendida sob diferentes formatos, à medida da sensibilidade e das expectativas de cada “descobridor”. Deste modo, permite uma descoberta global, e ao mesmo tempo, profundamente individualizada.

Saiba mais aqui.

1 comentário em “OBJECTOS COM IDEIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.